sábado, 6 de outubro de 2012

A Ruralização da Sociedade


A partir de 406, povos germânicos, vindos do norte e do centro da Europa, entraram nos territórios romanos, muitos fugindo dos ataques dos hunos, um povo vindo das regiões orientais e que tinha forte tradição guerreira.
No ano de 476, um dos povos germânicos, os hérulos, depôs o imperador do Ocidente Rômulo Augústulo. Alguns historiadores consideram que esse fato marcou a queda de Roma e o início, na Europa Ocidenteal, do que chamam de Idade Média.
Em razão da crise econômica, as cidades foram se esvaziando. Roma, por exemplo, que tinha mais de 1 milhão de habitantes no auge do império contava com 300 mil quando a crise se agravou.Várias mudanças contribuíram para que essas pessoas migrassem para o campo.
         - A dificuldade de obter trabalho nas cidades devido à diminuição da atividade econômica.
         - Os saques realizados por bárbaros e assaltantes, que tornavam as cidades inseguras(nas cidades costeiras, houve também a ação de piratas).
A maior parte da população urbana mudou-se para o campo em busca de abrigo, trabalho e proteção. Além de homens livres, muitos escravos(livres e fugitivos) se refugiaram nos campos. A partir de então, a sociedade efetivamente se ruralizou, ou seja, instarou-se em modo de vida em que a condição social das pessoas passou a ser determinada pela relação que tinham com a terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário